quarta-feira, agosto 18, 2010

DELÍRIOS ALUCINADOS



Temo viver sem pensar que um dia tudo isso já acabou, mas, também penso que se eu me prender ao que futuramente acabará  não terei aprendido coisa alguma, nem se quer saberei o que o amor transmite, sendo assim, não estarei vivendo, estarei fingindo viver em uma vida vazia e erma sem nada a mostrar e captar, como uma pedra que nada tem a passar aos outros, pois não nasce, não cresce, não vive e não morre, ela se despedaça e vira areia, que se estagna no solo e não mostra nada a ninguém.

Carolina Martins Vitale

2 comentários:

♥Miđηight Fℓoώєя♥ .◦‹ჱ disse...

Olá!
Gostei muito da postagem. Vc escreve muito bem...
Me visite tbm:
http://midnightflowerforever.blogspot.com/

carol disse...

muito abrigada ... vou indicar seu blog no meu twitter